• Redação da Rádio Nova Era

TSE será responsável pela totalização dos votos nas Eleições 2020


Nas Eleições Municipais de 2020, os votos serão totalizados no TSE e, não mais nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). A mudança foi necessária para racionalizar custos, como computadores e licenças de softwares, pois os aparelhos ficavam ociosos em grande parte do tempo entre as eleições.


Nos últimos anos, os votos eram recepcionados de forma digital pelo Tribunal Regional Eleitoral de cada estado, e, após serem totalizados, eram encaminhados para o TSE. Neste ano, após o encerramento da votação, que ocorrerá às 17h do dia 15 de novembro, em primeiro turno, e 29 de novembro, onde houver segundo turno, todas as mais de 400 mil seções eleitorais do país vão encaminhar os votos para o mesmo ponto central, em um período de poucos minutos.


O secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), Gilmar de Deus, explica que a centralização da totalização de votos vai racionalizar custos, garantindo a mesma velocidade e transparência. "Temos que garantir a mesma agilidade na divulgação dos resultados dos outros anos, agilidade essa que tornou a Justiça Eleitoral referência mundial nas últimas décadas", afirma o secretário.


Gilmar garante que essa mudança não fragiliza a segurança do processo eleitoral, pois são os mesmos sistemas lacrados pelo TSE que serão responsáveis pela recepção e processamento dos votos. Testes de desempenho e ajustes foram realizados nos últimos meses para que essa performance seja transparente. Todo o processo de totalização pode ser acompanhado por qualquer cidadão por meio do site Divulga, no qual os resultados parciais também serão divulgados.

1 visualização

Av. Paraná, 540 - Centro

Borrazópolis - Paraná

Celular / WhatsApp:

(43) 9 9981-6178

Fixo (PABX):

(43) 3452-1233

Comercial:

(43) 9 9639-3516

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter

RÁDIO NOVA ERA AM 540 | Uma emissora do Sistema Nova Era de Comunicação
Direção: Valdinei Del Grande | Site: Eduardo Pasqualin