JARDIM ALEGRE - Construção de 41 casas populares chega a 65% de execução


A obra de construção do Residencial Amador Gonçalves, em Jardim Alegre, no Vale do Ivaí, foi vistoriada por técnicos da Cohapar nesta segunda-feira (24). As visitas acontecem quinzenalmente para garantir que a construtora cumpra os critérios de qualidade definidos pela companhia. São 41 unidades habitacionais financiadas pelo Governo do Estado, por meio do programa Casa Fácil Paraná. O cronograma está 65% executado.


A partir de agora entra a fase de acabamento que consiste na colocação do piso cerâmico, portas e esquadrias”, explica a chefe da regional do escritório de Apucarana, Elisângela de Araújo.


Ela destaca que a previsão de entrega das moradias é em 120 dias. “De acordo com o cronograma, se não houver nenhum contratempo, essas unidades serão entregues em setembro deste ano”, completa.


RESIDENCIAL – O novo empreendimento está localizado na Rua das Begônias, ao lado do Conjunto Habitacional Tachulski, construído pela Cohapar há alguns anos. A construtora responsável pela obra é a CN Menezes Engenharia, contratada via processo licitatório pela Cohapar.


As unidades possuem de 43 a 50 metros quadrados e modelos adaptados para pessoas com deficiência. As casas contam com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa.


Segundo o prefeito do município, José Roberto Furlan, a conclusão deste empreendimento representa o fim da espera pela casa própria para famílias que esperam essa oportunidade. “Estamos aguardando ansiosos para podermos entregar essas moradias”, explica.


Furlan acrescenta que algumas contrapartidas de responsabilidade do município, para que o conjunto habitacional esteja concluído, seguem em um ritmo bom. “O escoamento das águas pluviais já está pronto e as ruas que dão acesso às casas já estão todas asfaltadas”, afirma.


COMO PARTICIPAR – Para participar do processo de seleção das casas é necessário fazer a inscrição no cadastro de pretendentes da Cohapar, disponível no endereço http://cohapar.pr.gov.br/cadastro.


O processo de seleção consiste na aplicação de filtros, de acordo com os pré-requisitos de enquadramento do programa. Entre eles estão à avaliação da renda mensal familiar e demais requisitos sociais”, afirma Elisângela.


As famílias inscritas que atenderem aos critérios de seleção exigidos pelo programa serão chamadas para participar do processo seletivo na fase de conclusão do conjunto habitacional. Será dada prioridade para pessoas com menor renda familiar, residentes em condições de risco e beneficiários de programas sociais do governo, entre outros indicadores socioeconômicos.


PROGRAMA – Um dos diferenciais do programa Casa Fácil Paraná é que os beneficiários contemplados são isentos da cobrança de valor de entrada. O empreendimento também conta com contrapartidas da Copel e Sanepar, o que torna os imóveis mais acessíveis. As famílias a serem selecionadas pagarão parcelas mensais que giram em torno de R$ 300 a R$ 500. O valor exato será definido com base na renda dos contemplados.

10 visualizações0 comentário