• Redação da Rádio Nova Era

Guerra da vacinas da Covid-19


No dia seguinte ao anúncio do Ministério da Saúde sobre uma negociação para adquirir 46 milhões de doses da CoronaVac, o presidente Jair Bolsonaro desautorizou o ministro Eduardo Pazuello e suspendeu a compra da vacina produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo. O embate entre a pasta e o presidente envolve também o governador de São Paulo, João Doria e teve forte repercussão. Enquanto isso, o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, negou que o órgão possa sofrer "influência externa" na análise e autorização de eventuais vacinas contra a Covid-19 no Brasil.


Fonte: G1

1 visualização0 comentário