Elcio Franco na CPI


A CPI da Covid ouve nesta quarta-feira (9) o ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde Antônio Élcio Franco. Coronel da reserva, ele foi o número 2 da pasta durante a gestão de Eduardo Pazuello e atualmente trabalha como assessor especial da Casa Civil da Presidência da República.


No depoimento, Élcio Franco deve ser questionado sobre:


  • compra e distribuição de insumos necessários ao enfrentamento da pandemia;

  • e negociações para a aquisição de vacinas – e, mais especificamente, a da Pfizer (leia mais abaixo).


Inicialmente, a oitiva estava para acontecer em 27 de maio, mas o militar informou que não poderia comparecer por estar se recuperando de Covid.


Questionamento sobre vacina


Élcio Franco terá de dar explicações sobre o fato de o governo ter ignorado mensagens e se recusado a assinar contrato com a Pfizer para receber um grande lote de vacinas já no ano passado.


O gerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, disse à CPI que foi Franco quem tratou diretamente com a farmacêutica durante as ofertas recusadas pelo governo em 2020. Os documentos com o detalhamento das doses a serem fornecidas foram enviados em 14, 18 e 26 de agosto; em 11 e 24 de novembro; e em 15 de fevereiro. Em todas as ocasiões, o governo ignorou os contatos.


Fonte: G1

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo