CPI ouve hoje advogada de médicos que denunciaram Prevent Senior


A comissão deve ouvir hoje Bruna Morato, advogada que representou os médicos e ex-médicos da Prevent Sênior que denunciaram as irregularidades da operadora em um dossiê. O documento informa que a disseminação da cloroquina e outras medicações ineficazes contra a Covid-19 foi resultado de um acordo entre o governo Jair Bolsonaro e a Prevent.


Na reta final da CPI, os senadores investigam o papel da operadora de saúde na disseminação de tratamentos ineficazes contra a Covid. A comissão recebeu indícios de que operadora ocultou mortes por Covid de pacientes que receberam medicamentos sem eficácia comprovada.


O Ministério Público de São Paulo criou força-tarefa para apurar suspeita de crimes de homicídio, falsidade ideológica e omissão de notificação às autoridades.


g1

1 visualização0 comentário