O ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, será interrogado na CPI da Covid. Senadores vão questioná-lo sobre o que o ministério fez - ou deixou de fazer - para viabilizar a aquisição de vacinas. Ele terá de responder ainda sobre investidas do governo em cloroquina, comprovadamente ineficaz no tratamento contra o vírus, e também sobre críticas feitas por ele à China, maior parceiro comercial do Brasil e responsável pela entrega dos insumos das vacinas mais aplicadas no país.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo