• Redação da Rádio Nova Era

Butantan critica demora da Anvisa


O Instituto Butantan, que tem parceria com o laboratório chinês Sinovac para a produção da CoronaVac, afirma que aguarda há mais de um mês a liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para importar insumos da vacina. O instituto solicitou, no dia 18 de setembro, uma autorização excepcional para a importação imediata de matéria-prima para produção do imunizante no Brasil. No entanto, a agência ainda não liberou a importação.


Em nota, a Anvisa afirma que "devido ao período de transição da composição da diretoria colegiada da Agência, a decisão sobre o pedido de importação foi colocada em Circuito Deliberativo" e que este tipo de votação deve apresentar decisão "em no máximo 5 dias úteis".


Enquanto isso, a crise provocada pela compra da CoronaVac pelo governo federal teve mais um capítulo. Ontem, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou, em uma transmissão ao vivo ao lado do presidente Jair Bolsonaro, que "é simples assim: um manda e o outro obedece".

2 visualizações0 comentário