Bolsonaro recebe chefes de poderes, governadores e ministros


No pior momento da pandemia, o presidente Jair Bolsonaro se reunirá nesta manhã com chefes de poderes, ministros e governadores para discutir medidas de combate à pandemia. O encontro ocorre um dia após o país ter atingido o recorde de mais de 3 mil mortes em 24 horas. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), que vê com "grande preocupação" a situação do Brasil, o país é o segundo em maior número mortes, atrás somente dos Estados Unidos.


Conforme o Planalto, o encontro desta quarta tem como objetivo "fortalecer o ambiente de união nacional para prevenção e combate ao vírus da Covid-19, além de ser um espaço para discussão de ações institucionais conjuntas".


Em pronunciamento nesta terça (23), Bolsonaro disse que estão "garantidas" 500 milhões de doses de vacina até o fim deste ano. O presidente omitiu, no entanto, a informação de que o Ministério da Saúde reduziu em quase 10 milhões o total de doses previstas para abril.


Ao longo dos 12 meses de pandemia, os brasileiros viram o presidente colocar em dúvida a eficácia da vacina do Instituto Butantan, que chamava de vacina chinesa. Mas, no pronunciamento desta terça, disse que sempre foi a favor das vacinas.


"Quero tranquilizar o povo brasileiro e afirmar que as vacinas estão garantidas. Ao final do ano, teremos alcançado mais de 500 milhões de doses para vacinar toda a população. Muito em breve, retomaremos nossa vida normal", afirmou Bolsonaro no pronunciamento.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo