Bolsonaro aumenta IOF para bancar o novo Bolsa Família


Jair Bolsonaro assinou ontem o decreto para elevar a alíquota do IOF até o fim de 2021. O dinheiro deve ser usado para custear o Auxílio Brasil, proposto pelo governo para substituir o Bolsa Família – e deve gerar arrecadação adicional de R$ 2,1 bilhões para pagar o benefício.


Pelas regras em vigor atualmente, a cobrança máxima do tributo é de 3% ao ano para pessoa jurídica e de 6% para pessoa física. Entre abril e dezembro de 2020 o governo zerou a alíquota do IOF até o fim do ano, motivado pelo impacto da pandemia na economia brasileira.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo