Banco de Perfis Genéticos do Paraná cresce 18% em um ano


A Polícia Científica do Paraná cadastrou, em 2021, mil e 45 amostras na Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos (RIBPG). O dado representa um crescimento de 18%, chegando ao total de 6mil 558 perfis inseridos, segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública. A rede nacional foi criada em 2013 para ajudar em investigações criminais. Este é o terceiro ano consecutivo que o estado cadastra mais de mil amostras. Os dados inseridos pelo Paraná representam 4,8% do total de perfis genéticos registrados.

1 visualização0 comentário