Anvisa suspende clássico de Brasil X Argentina


Os quatro jogadores argentinos que descumpriram a quarentena contra a disseminação do coronavírus não serão investigados após infringirem a lei sanitária brasileira. Eles foram notificados a deixar o Brasil na noite deste domingo (5), segundo a Polícia Federal, não foram deportados.


Os argentinos foram ouvidos por policiais federais no pavilhão de autoridades, na área interna do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Não houve depoimento formal, apenas foram ouvidos sem serem averiguados. A delegação argentina deixou o país no fim da noite de domingo.


Chegou-se a aventar que eles poderiam ser investigados por falsidade ideológica, já que Emiliano Martínez, Buendía, Cristian Romero e Giovani Lo Celso, os quatro jogadores da seleção da Argentina, fizeram declarações sanitárias falsas no formulário ao entrar no Brasil, segundo a Anvisa.


A Agência divulgou nova nota neste domingo (5), após a suspensão do jogo entre as seleções de futebol da Argentina e do Brasil, e afirmou que cumpriu as leis sanitárias brasileiras e tentou barrar a ida dos quatro jogadores ao estádio.


Ainda não se sabe se as seleções continuaram o jogo em alguma data ou se a Fifa vai tomar alguma decisão em relação aos pontos. O Brasil volta a campo na quinta para enfrentar o Peru, no Recife, e a Argentina recebe a Bolívia, em Buenos Aires.


G1

3 visualizações0 comentário