ANAC eleva classificação do aeroporto de Apucarana


Através da portaria 7.445/2022, publicada no Diário Oficial da União, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) elevou a classificação do Aeroporto Municipal Capitão João Busse, de Apucarana. A aeródromo, que era da classe AP-O, agora passa a ser considerado de classe AP-1. Na prática, o aeroporto deixa de ser apenas um serviço de táxi aéreo e de fretamento e passa a ser considerada uma estrutura apta a operar voos comerciais regularmente.


O prefeito Junior da Femac comemora a homologação da mudança, informando que o processo vinha tramitando na ANAC desde outubro do ano passado. “A elevação da classificação representa uma grande conquista para Apucarana. Todo o esforço pela reativação do aeroporto e a atração de voos regulares, com o atendimento de todas as adequações solicitadas pela ANAC, resultaram agora neste avanço”, frisa Junior da Femac.


O prefeito reforça que a elevação representa também o reconhecimento do potencial da região em manter linhas aéreas comerciais. “Em Apucarana temos, por exemplo, a Azul operando com três voos semanais e com ocupação de lugares entre 70% e 80%”, ressalta Junior da Femac.


De acordo com Carlos Mendes, diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), o aeroporto de Apucarana vem passando continuadamente por melhorias e vem atendendo, após vistorias feitas pela ANAC, todas as adequações solicitadas pelo órgão.


Entre as melhorias feitas recentemente, Mendes cita adequações no balizamento e na sinalização vertical, implantação de circuito de câmeras e manutenção de vigia 24 horas, além de melhorias na cerca de delimitação do aeroporto e na rede pluvial.


O Aeroporto Municipal Capitão João Busse foi inaugurado em 12 de outubro de 1982. Habilitado pela ANAC e agora considerado de classe AP-1, fica localizado na Rodovia PR-532, que liga ao Distrito de Correia de Freitas, na saída para Curitiba. O aeroporto possui pista asfaltada de 1.400 metros de comprimento por 30 metros de largura, sendo que a operação é diurna e noturna por aproximação visual.

17 visualizações0 comentário