Adriano Pires desistiu de assumir Petrobras, confirma governo


O Ministério de Minas e Energia confirmou na noite desta segunda-feira que Adriano Pires desistiu de assumir a presidência da Petrobras. A pasta divulgou carta do economista em que ele justifica que não pode conciliar seu trabalho de consultor com o exercício de presidente da estatal.


Adriano Pires fundou há 20 anos uma consultoria que presta serviços para empresas de óleo e gás, atualmente dirigida em conjunto com o seu filho. O economista afirmou que não consegue se desligar do negócio em tão pouco tempo. Adriano Pires foi indicado para assumir a estatal depois da demissão de Joaquim Silva e Luna, que estava no cargo desde abril do ano passado.


Outro indicado pelo governo para a presidência do Conselho de Administração da estatal, o presidente do Clube de Regatas do Flamengo, Rodolfo Landim, também anunciou que não vai aceitar o convite. Landim encaminhou carta ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, explicando que no momento não poderia assumir o cargo, devido aos compromissos que tem com o Clube.

1 visualização0 comentário